• Team Impakt Agency

O QUE É INBOUND MARKETING?

Também conhecido como Marketing de Atração, o Inbound Marketing é uma estratégia utilizada para atrair, converter e encantar os clientes. Antigamente, as estratégias de marketing eram baseadas na interrupção. Ou seja, em tirar a atenção das pessoas para mostrar como um produto ou serviço podia ser vantajoso.

A partir da transformação digital, tudo mudou, principalmente o comportamento do consumidor — que ficou muito mais exigente. Logo, muitas empresas (independentemente do porte) precisam criar formas de conquistar e fidelizar seus clientes, e assim surgiu o Inbound Marketing. Para saber mais, continue a leitura!

Como funciona o Inbound Marketing?

Um dos princípios do Inbound Marketing é transformar estranhos em leads; leads em clientes; e clientes em divulgadores da marca. Parece um grande desafio, certo? Para isso, existe uma metodologia específica.

Há três pilares que tornam o Inbound Marketing uma estratégia adorada por muitos profissionais da área, que são:

lugar;

tempo;

conteúdo.

Quando entregamos o conteúdo certo, no momento certo e no lugar certo, as pessoas recebem muito melhor a informação. Quer ver? Então vamos supor que você esteja procurando por um novo par de tênis para praticar esportes, fez algumas pesquisas no Google, mas ainda não decidiu qual modelo comprar.

Dentro de alguns dias, você recebe um e-mail de uma marca que nem ao menos visitou o site. Qual é a sua primeira ação? Geralmente, é deletar ou enviar o e-mail para o spam. Certo?

Mas esse cenário seria completamente diferente se você pesquisasse no Google sobre tipos de pisada para comprar um tênis de corrida e aí encontrasse um e-book gratuito em uma loja online sobre o assunto.

Cinco dias após baixar o e-book, você recebe um e-mail perguntando o que você achou do conteúdo divulgado e ainda no e-mail recebe também uma dica, em forma de infográfico, sobre os tipos de pisadas e os tênis recomendados para cada uma delas.

Essa é a principal característica do Inbound Marketing: conquistar a confiança do lead por meio de conteúdo relevante, e não apenas usar banners com “compre agora” nos anúncios.

E quais são os princípios do Inbound Marketing?

Até aqui, já deu para entender que a efetividade da estratégia de Inbound Marketing não está apenas na oferta de conteúdo relevante, mas sim na entrega desse conteúdo no momento certo e, principalmente, para a pessoa certa.

Afinal, uma pessoa que já pesquisou sobre tipos de pisada e sabe exatamente qual modelo de tênis comprar não vai se interessar por um e-book que explica os tipos de pisada. Nesse momento, essa pessoa pode se interessar muito mais por lojas que vendam esse calçado com ótimo custo-benefício, por exemplo.

Abaixo, reunimos os princípios básicos do Inbound Marketing!

Marketing de Conteúdo

Trata-se do processo de criar, publicar e promover conteúdos que sejam direcionados às pessoas certas. Para isso, é preciso definir as personas que comprarão da marca em questão, entendendo o assunto de interesse, a forma que esse conteúdo é acessado (posts, e-books, e-mails, etc.) e onde elas consomem esse conteúdo (blog, redes sociais, e-mail).

Ciclo de compra

Ao definir as personas, é preciso criar um ciclo de compra para cada uma delas. Para fazer com que estranhos se tornem clientes é necessário entender que cada um deles passa por um processo até concluir a compra. Entender esse ciclo e interagir com ele no status que ele se encontra é essencial para que ele avance no chamado “funil de conversão”.

Personalização

Quanto mais você sabe sobre os seus leads, mais você consegue interagir com eles no momento certo e com o conteúdo que eles realmente gostariam de receber, tratando cada um de maneira individual sobre os seus anseios e questionamentos quanto ao seu produto ou serviço.

Multicanais

Interagir com pessoas nos momentos certos é saber que essa interação pode vir de vários lugares. O usuário de internet passa bastante tempo no Facebook, procura diariamente no Google, lê blogs de seu interesse, etc. É importante entender quais os canais necessários para alcançar as pessoas certas e gerar os leads certos.

Integração

Para o planejamento sair “redondo”, é necessária uma integração de tudo isso. Todo conteúdo divulgado deve ser mensurado e analisado com precisão para que a personalização seja mais eficiente.

Como vimos, o Inbound Marketing é uma estratégia utilizada por muitas empresas que não querem apenas vender, mas sim encantar e fidelizar seus clientes. Dessa forma, além de se posicionarem no mercado, tornam-se referência no segmento e ainda fidelizar o público. Por isso, investir no Inbound Marketing é essencial!



7 Dicas para uma campanha de email marketing bem sucedida


Diariamente, os consumidores recebem emails automáticos de empresas que tentam promover seus produtos e serviços para aumentar suas vendas. Com tantos emails em andamento, é importante ter uma estratégia de marketing por email que faça com que os clientes desejem abrir o email e, por fim, clicar no site.

Sete profissionais forneceram suas principais dicas sobre como criar uma campanha de email marketing eficaz e bem-sucedida.


1. Personalização é rei

Já se foram os dias em que você envia o mesmo email para milhares de endereços de email e espera que ele seja aberto. Atualmente, os assinantes querem uma experiência personalizada. Segundo relatos, e-mails com linhas de assunto personalizadas têm 26% mais chances de serem abertos. Não são apenas linhas de assunto, mensagens pessoais na cópia principal também podem funcionar bem e são simples de fazer.

Quando estiver mais familiarizado com o básico, você pode começar a pensar em personalizar a oferta, imagens e apelo à ação com base nos dados do cliente que possui.

Por exemplo, se você estiver conversando com uma jovem mãe com uma filha, por que não personalizar a imagem para refletir isso ou utilizar dados de vendas anteriores para oferecer produtos relacionados.

Você também pode segmentar sua lista em listas de público menores e ajustar seus e-mails para cada segmento de público. O software de marketing por email permite fazer o upload de várias listas de contatos (como arquivos do Excel), para que você possa enviar emails separados para cada lista. Isso também ajudará você a identificar qual segmento do seu público-alvo é mais responsivo / envolvido.

- Lynn Morrison, diretora de marketing da Opus Energy


2. Mostre a seus assinantes leais um pouco de amor

Tem sido um período difícil para várias marcas nos últimos 12 meses, com muitas vendo uma queda nos números de assinantes após o RGPD. Lembre-se: seus assinantes mais fiéis são os que ficaram com você, continuaram a se envolver com seus e-mails e os compraram - então, por que não demonstrar amor a eles?


Informe seus assinantes mais fiéis que o costume repetido deles não passou despercebido e que você os aprecia! Você pode celebrar sua lealdade, oferecendo-lhes um incentivo extra para permitir que eles se tratem ou comprem algo para os outros.

- Lindsey Roberts, chefe de email marketing da Visualsoft


3. Recebendo seu email na caixa de entrada

O aquecimento de IP e o aquecimento de domínio devem começar cedo.

À medida que o volume de envio aumenta em frequência e volume, picos repentinos podem fazer com que os provedores de e-mail (como Gmail ou Yahoo) limitem a entrega de e-mail para as caixas de entrada de seus assinantes.

Limpe suas listas. Se você planeja começar a enviar e-mails a assinantes inativos - contatos com os quais não se comunica por 9 a 13 meses - considere investir em um serviço de limpeza de listas. Como alternativa, considere uma série de recuperação ou reativação para este segmento. Inclua uma frase de chamariz específica, criativo e uma oferta.

- Elliott Jacobs, diretor de consultoria de comércio da LiveArea


4. Frente da mente, ponta da língua

Sempre tenha o cliente à frente, lute para oferecer a melhor experiência para ele com sua escolha de conteúdo. Use uma abordagem de teste e aprendizado, defina KPIs claros e trabalhe com esses objetivos. Por fim, verifique se você respeita os dados de seus clientes, seja claro com o consumidor como irá comercializá-los e não torne deliberadamente difícil cancelar a inscrição. Se o seu conteúdo for relevante, eles ficarão felizes em receber seus e-mails.

- Steven Lunniss, chefe de CRM da Wowcher.


5. Objetivos mensuráveis

Você sabe por que está enviando o email e o que está tentando alcançar?

Certifique-se de entender esse objetivo e como ele moverá as necessidades de seus negócios e as metas do cliente para a frente depois de ativado. Não apenas isso, mas garanta que seus objetivos possam ser facilmente medidos em relação a uma métrica de sucesso.

- Rob Pellow, diretor de experiência digital da agência de CRM premiada, Armadillo


6. Garanta a compatibilidade com dispositivos móveis

Por fim, e especialmente se você estiver segmentando a geração do milênio ou a geração Z, que são apenas móveis, seus e-mails precisam ser compatíveis com dispositivos móveis. A maioria das plataformas de marketing por email agora se integrou a ferramentas como o Litmus, que oferece visualizações de email em todos os clientes, aplicativos e dispositivos de email populares. Isso permite que você garanta que seus e-mails HTML tenham boa aparência em qualquer formato ou dispositivo. ”

- Fabio Torlini, diretor administrativo da WEA Engine da EMEA, a plataforma de experiência digital do WordPress.


7. A importância da linha de assunto

Apesar de o assunto ser uma pequena parte do seu e-mail, é uma das primeiras impressões que os clientes terão da sua marca. Portanto, é imperativo elaborar uma linha de assunto atraente o suficiente para levar as pessoas a clicar. Por exemplo, criar um senso de urgência e escassez em uma linha de assunto de e-mail pode realmente atrair as pessoas a agir, principalmente quando uma oferta ou venda está prestes a terminar. A personalização também é um ótimo método para fazer seu público abrir seu email. Você pode realmente despertar o interesse do cliente simplesmente incluindo seu nome ou seus produtos favoritos na linha de assunto. O público-alvo deseja se sentir único e especial, e adaptar sua linha de assunto pode ajudar nisso.

- Jason Lark, diretor administrativo da Celerity




11 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo